Blog

Blog

  • Escola Semeador

Despertar nas crianças o conhecimento sobre si mesmo e o respeito para com o outro.




Um dos objetivos do projeto identidade é despertar nas crianças o conhecimento sobre si mesmo e o respeito para com o outro. A partir das relações sociais, histórico culturais, conhecendo as diferenças, preferências e necessidades de cada um, e assegurando que todos sejam respeitados dentro dessas especificidades. Este processo é importante para a construção da identidade individual e coletiva.


Desde o início, nossa turma sempre foi muito acolhedora, entre eles e com os adultos, mesmo eu sendo nova para a turma, eles me aceitaram e me acolheram como parte do grupo. Um ritual de chegada que eles têm, desde o início até hoje, é #acolher os amigos que chegam, os recebem de braços abertos e os convidam para participar das brincadeiras. Aproveitamos os momentos de brincadeiras e rodas de conversas, mas principalmente para fortalecer nossos laços.


Com o passar dos dias éramos presenteadas com abraços e carinhos, outro meio de aproximação foi o colo que também foi uma oportunidade de ouvir algo sobre nossas crianças.


Depois que conquistamos a confiança das crianças, fomos conhecer suas preferências, entre #brincadeiras, propostas e atividades favoritas. Para conseguir observá-las, diariamente promovemos propostas diferenciadas, para atender a todos. E logo de início a turma demonstrou um forte interesse por faz de conta. Por muitas vezes nossos pátios foram transformados em uma grande panificadora, restaurante com comidas de verdade, outro dia era com comidas de faz de conta, casa da bruxa com poções diferenciadas. Com todos esses ambientes provocadores não faltou ocasiões para os pequenos se relacionarem, aos poucos foram criando parceria, encontrando seu lugar no grupo.





Através do contato com os pares e das relações, é natural que aconteçam os conflitos, eles são importantes no processo de desenvolvimento e aprendizagem da criança, é por meio de situações conflituosas que elas aprendem a se posicionar, respeitar, lidar com as frustrações e com seus sentimentos.


Aqui na escola, ouvimos as crianças, e sempre as incentivando para verbalizar os seus agrados e desagrados, nos contando o que aconteceu, assim juntos, podemos encontrar uma solução.


Esse ano continuamos trabalhando com o tema saber cuidar, que é um assunto que consideramos imprescindível para o desenvolvimento de nosso trabalho com as crianças. Ele inclui os quatro combinados, que são: cuidar de si, por dentro e por fora, cuidar do outro, cuidar das coisas e cuidar da natureza. Este é um combinado geral de todos da escola.


Através de nossas conversas, atividades e brincadeiras trazemos para as turmas a importância de manter e preservar esses combinados.

Pois acreditamos que desde a primeira infância, devemos incentivar os pequenos a terem cuidado e respeito consigo, com os outros e com o meio que os cercam. Para que as crianças compreendam e que este combinado passe a fazer sentido para elas, assim que fortalecemos os nossos laços levamos para sala um pote de vidro, e lá colocamos os quatros combinados.


Nosso pote dos combinados tem sido explorado da seguinte forma: as crianças colocam pedras coloridas, cada cor corresponde a um sentimento, que elas mesmas nomearam. Essas pedras são utilizadas quando a turma sente a necessidade de usar, como por exemplo: umas das crianças, escolheu a pedra rosa, para ela essa cor representa saudades, nos momentos em que sente falta da mamãe segura sua pedrinha bem forte na mão se sentindo mais segura.



Os livros são um importante suporte para falarmos sobre diferentes tipos de assuntos. Como a turma aprecia muito os momentos de contações de histórias, usamos esses momentos para trazer livros que falam sobre os sentimentos, por meio das histórias fizemos relações com situações vivenciadas pela turma, como quando lemos a história ‘Fiquei Zangada’ de Nana Toledo.

A personagem da história fica zangada muitas vezes, assim como outras pessoas do seu convívio, pai, mãe, professora…


Durante a narrativa, percebemos que este sentimento é natural em todos nós, mas devemos tomar cuidado para não desrespeitarmos os outros, por conta do nosso sentimento. Através das leituras dos livros, pontuamos que há outras maneiras de lidar com os sentimentos, sem ofender ou magoar o outro.




O trabalho com #sentimentos acontecem em momentos formais, mas principalmente nas situações corriqueiras do dia a dia, como quando acontece conflitos entre os pequenos, nossa postura é abaixar na altura da criança olhando em seus olhos, pedimos que nos contem o que aconteceu, o acolhemos e auxiliamos a expressar o que está sentindo devido a situação ocorrida, que fale de seu desagrado e se comunique com os outros de forma respeitosa. Sempre reforçamos o nosso combinado do saber cuidar, de si e do outro, e quando eles não conseguem encontrar uma solução sozinhos, estamos juntos para ajudá-los.


Em nossas rodas de conversas, formais ou informais, é uma das maneiras das crianças exporem suas ideias, preferências e desagrados, sabemos que quando os pequenos percebem que estão sendo ouvidos e compreendidos se tornam mais confiantes para lidar com o que sentem. Conhecendo melhor seus sentimentos e emoções elas têm a oportunidade de ser elas mesmas.


Neste semestre encerramos com grande satisfação, pude observar o quanto as crianças se desenvolveram e amadureceram em diversos aspectos, principalmente em relação as suas emoções e sentimentos!





Professoras Andréia e Lauana



20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo